A ordem ideal para servir os vinhos | Bebida InBox

A ordem ideal para servir os vinhos

Publicado: 16/10/2018


Um jantar entre amigos e várias garrafas na mesa. Qual abrir primeiro?

Imagine que você vai receber amigos na sua casa e tem à sua disposição diferentes tipos de vinho. Servir os vinhos sem uma ordem certa poderá atrapalhar a experiência de degustação.


De fato, é  preciso considerar as características de cada vinho para que nenhum deles se sobressaia ou confunda as notas daqueles que vêm na sequência.  Logo, quando for servir diferentes vinhos em uma mesma ocasião, considere a seguinte ordem:


Leves → Encorpados

Aquelas bebidas que fazem um maior volume na boca quando degustadas devem ser servidas por último. A ordem natural seria começar com espumantes, seguir para os brancos, rosés, tintos e, por último, os fortificados que acompanham sobremesas. 


Brancos → Tintos 

Essa série se assemelha à anterior, na qual os vinhos brancos geralmente são mais leves que os tintos. Entretanto, ela não precisa ser seguida ao pé da letra. Algumas exceções de vinho branco podem ser mais encorpadas que alguns rosés e até tintos leves.


Menos alcoólicos → Mais alcoólicos

É bom considerar isso, já que a variação da quantidade de álcool no vinho pode causar sensações de peso e doçura da bebida.


Mais secos → Mais doces

Geralmente, as bebidas mais doces enchem o paladar e acabam deixando as demais sem gosto, não tão interessantes. Evite, portanto, começar com os vinhos mais doces.


Jovens → Envelhecidos

Os vinhos envelhecidos costumam ser mais complexos que os mais jovens. Por isso, faz mais sentido servir safras mais recentes antes para que seja possível acompanhar a evolução da bebida com o passar do tempo. 






Voltar

Newsletter Cadastre-se para receber promoções